Escritora é presa por falsa acusação de plágio de livro do padre Marcelo Rossi

Izaura Garcia de Carvalho apresentou documentos falsos em 2012 para alegar que seria a autora de trecho utilizado pelo religioso na obra.

0
74
Foto: Reprodução/Twitter

Uma mulher foi presa, junto com a sua advogada, após falsa acusação de plágio do livro “Ágape”, lançado em 2012 pelo padre Marcelo Rossi. Izaura Garcia de Carvalho apresentou, em 2012, documentos falsos que indicavam que o religioso teria copiado em um trecho do livro, uma fala atribuída a Madre Teresa de Calcutá.

Na época, o livro se tornou um fenômeno de vendas, mas parou de ser comercializado pela briga na Justiça. Um acordo chegou a ser feito, mas a escritora entrou com uma queixa-crime contra o padre e a editora. Após investigações, a polícia descobriu que Izaura e a sua advogada estavam mentindo.

As duas foram presas acusadas de formação de quadrilha, denunciação caluniosa, estelionato e uso de documento falso. O caso foi exibido no programa “Fantástico”, que foi ao ar no último domingo (12).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui