Militares venezuelanos desertam em Roraima e pedem refúgio ao Exército brasileiro

Agentes fazem parte da Guarda Nacional Bolivariana, parte da base de sustentação militar do regime de Nicolás Maduro.

0
52
Presidente da Colômbia, Nicolás Maduro, fala com a imprensa após reunião da CELAC (Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil)

Dois militares venezuelanos desertaram no fim da noite deste sábado (23) e pediram refúgio ao Exército brasileiro em Pacaraima, no estado de Roraima, cidade na fronteira entre os dois países.

Segundo informações do jornal O Globo, os agentes fazem parte da Guarda Nacional Bolivariana, parte da base de sustentação militar do regime de Nicolás Maduro, e cruzaram a fronteira fardados, portando armas não letais, segundo informação oficial do Exército brasileiro em Pacaraima.

Os militares, que têm a patente de sargento, atravessaram a fronteira por volta das 21h. Depois que se apresentaram no posto de acolhida do Exército brasileiro, foram alimentados. Assim que o refúgio for concedido, eles poderão adentrar o território brasileiro.

Coordenador operacional adjunto da força-tarefa criada pelo governo brasileiro para enviar ajuda em alimentos e suprimentos médicos à Venezuela, o coronel Georges Feres Canaã disse que os desertores afirmaram que participaram da repressão a manifestantes venezuelanos na tarde e na noite de ontem, usando gás de efeito moral e armas não letais. Segundo o coronel, os dois sargentos estão sendo alimentados e tratados como todos os imigrantes que atravessam a fronteira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here