Solange Almeida e Xand Avião são investigados por tráfico internacional de drogas

MPF pediu continuidade na investigação também de crimes de lavagem de dinheiro; em nota, sócios da banda alegam que processo foi arquivado.

0
84
Foto: Roberto Viana/Agência Haack/Bahia.ba

Os artistas Xand Avião e Solange Almeida, ex-vocalista do Aviões do Forró, estão envolvidos em um processo de investigação de tráfico internacional de drogas. O Ministério Público Federal (MPF) decidiu dar continuidade ao processo criminal que investiga também crimes de lavagem de dinheiro, ameaças, formação de quadrilha e homicídios.

Além de Solange e Xand, os sócios da A3 Entretenimentos, que gerem a banda de forró, Antonio Isaias Paiva Duarte, Zequinha Aristides Pereira, Carlos Aristides de Almeida Pereira e Francisco Claudio de Melo Lima também são alvos da investigação.

Em nota, a assessoria da banda afirma que o processo, movido em 2014, foi arquivado, mas de acordo com informações do Correio, a Justiça confirmou que existe uma investigação em curso na Polícia Federal. “O arquivamento do presente inquérito é prematuro, com a devida vênia à Procuradora da República oficiante”, diz trecho do documento.

Em 2013, um pedido de arquivamento foi indeferido pelo juiz Ricardo Ribeiro Campos, por considerar “que o caso merece ser aprofundado e que ainda existem diligências a serem promovidas”, em referência aos crimes de tráfico internacional de drogas e “demais delitos”. Mais tarde, no mesmo ano, o juiz arquivou as denúncias de sonegação de impostos federais, porém salientou que o caso poderia ser reaberto caso surgissem “fatos novos” no decorrer da investigação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui